Novo endereço do nosso site

Novo endereço do nosso site
Feminismo Diabolico

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Truque sujo Feminista: Endosso a quebra sistematizada de regras e leis

Endosso a quebra sistematizada de regras e leis

Por lucianohenrique on 12 de fevereiro de 2013 • ( 15 )



Última atualização: 12 de fevereiro de 2013 – [Índice de Propaganda]- [Página Principal]

Esta é uma técnica sofisticadíssima, que se baseia em implementar no público a percepção de que o objeto ou ideia vendido pelo propagandista está acima das regras e leis. Estas regras podem inclusive significar regras da linguagem ou da lógica.
Qual o objetivo? O objetivo é transmitir a noção de que o objeto/idéia propagandeado é tão especial que as regras e leis que existem atualmente não servem para julgá-lo. A mensagem a ser sub-comunicada é que se trata de algo muito especial.
Por exemplo: imagine um anunciante dizendo que existem os automóveis, e algo além que não pode ser classificado como apenas um automóvel. Este é o automóvel para o qual ele está fazendo a propaganda.
Mas é no debate político que isso é visto com um talento impressionante, e normalmente praticado com uma amoralidade absurda.
Recentemente tivemos o exemplo dos 72 marxistas culturais, alunos da USP, que foram denunciados por formação de quadrilha. A esquerda já protesta dizendo que eles não podem ser julgados como criminosos comuns, mesmo que tenham cometido crimes comuns, pois “são estudantes e militantes”. Enfim, as regras que valem para o ser humano normal não valem para eles. Esta é a mensagem que o propagandista quer sub-comunicar.
Outro exemplo fica na proteção que o governo brasileiro deu ao terrorista italiano Cesare Battisti. Mensagem sub-comunicada: ele não praticou crimes, mas sim “atos revolucionários”, portanto não pode ser julgado pela lei dos homens.
Mas nada é melhor como exemplo recente do que a auto-definição de Dilma Rousseff como “presidenta”. Mas esperem. Não existe “presidenta”, mas sim “presidente”, pois este é um termo neutro, que vale tanto para homens como mulheres. Mas não importa, pois a partir daí todos os partidários começaram a chamá-la de “presidenta”. Mensagem sub-comunicada: as regras do português são apenas para os pobres mortais, mas não para a atual presidente do Brasil.
Nesta técnica, é feito o endosso automático de todas essas quebras de regras e leis, como se de fato essas regras não valessem para os objetos ou idéias que estão sendo vendidos pelo propagandista. Nos exemplos citados, tanto os apoiadores de Dilma, como os demais jornalistas pró-PT e até mesmo toda a mídia pró-marxismo cultural estão endossando toda e qualquer encenação dos indivíduos em questão em suas ações para simular que as regras e leis que valem para os outros, não valem para eles. (Atenção: eles não afirmam isso taxativamente, mas agem como se assim fosse)
Lembre-se do motivo pelo qual os religiosos consideram que Deus não está submetido as mesmas regras que os homens. É por que ele é considerado acima do homem. Assim como nos filmes de super-heróis, por que não se vê problemas neles quebrarem várias regras? Por que também estão acima do ser-humano comum.
Portanto, não se deixem enganar achando que jornalistas e partidários, ao chamarem Dilma de “presidenta”, estão cometendo apenas um erro de português, mas sim uma técnica sofisticada de propaganda, que a esquerda domina com maestria.

Fonte: http://lucianoayan.com/2013/02/12/tecnica-de-propaganda-endosso-a-quebra-sistematizada-de-regras-e-leis/

Nenhum comentário :

Postar um comentário

ShareThis

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...