Novo endereço do nosso site

Novo endereço do nosso site
Feminismo Diabolico

quinta-feira, 12 de junho de 2014

As diferenças entre o Masculinismo norte-americano e o Masculinismo brasileiro

Eu notei que existem algumas diferenças entre o masculinismo norte-americano e o masculinismo brasileiro. Nos dois movimentos, cada país tem vantagens e desvantagens próprias. Lá nos EUA o masculinismo está muito mais desenvolvido e organizado do que no Brasil. Existem várias associações, pessoas juridicas defendendo os direitos dos homens lá, ao passo que aqui no Brasil, até agora, não existe NENHUMA pessoa juridica defendendo os direitos dos homens. Outra diferença é que lá, como a renda per capita é mais alta, é mais fácil para o movimento de lá arrecadar dinheiro através de doações, o que facilita a manutenção e a expansão das associações masculinistas por lá. Por outro lado, a alta renda per capita norte-americana e o elevado padrão de vida que eles tem por lá, faz com que muitos homens não percebam os maleficios da sociedade ginocentrista que o feminismo criou, pois lá eles ganham tão bem, que eles não acham uma grande perda pagar pensão alimenticia para a ex-mulher para o resto da vida. Já aqui no Brasil, onde a maioria dos homens são pobres e ganham pouco, são muito mais dolorosas as injustiças feministas que recaem sobre nós. Desde a Indústria da pensão alimenticia, até as falsas acusações de estupro, passando pelas prisões por não pagamento das pensões alimenticias e do absoluto e total abandono e descaso por parte da sociedade, do Estado e até das religiões, os homens brasileiros sentem um impacto muito maior e mais doloroso das sandices e regalias feministas, o que equivale dizer que os homens brasileiros sofrem muito mais do que os norte-americanos e, por sermos pobres, nós estamos muito mais desamparados do que os masculinistas dos EUA. O desamparo dos masculinistas brasileiros é tão grande, que não existe NENHUM livro antifeminista sendo distribuido ou à venda no mercado brasileiro. Os meus livros antifeministas são os ÚNICOS livros antifeministas disponiveis no Brasil. Some-se a isso a enorme opressão feminista que recai sobre os masculinistas, associadas ao Leviatã Estatal de delegacias da mulher e outras sandices e fica óbvio que são as feministas a classe opressora no Brasil. A incrivel fraqueza do masculinismo no Brasil, nos leva a adotar a única estratégia possivel para o nosso caso: a estratégia de guerra de guerrilhas: o nosso objetivo deve ser SOBREVIVER, porque qualquer ocilação ou qualquer desequilibrio na Força, e o masculinismo brasileiro será completamente extinto. É por isso que nós, antifeministas e masculinistas brasileiros não podemos nos dar ao luxo de errar. Nós temos que estar 100% certos e 100% com a razão sempre. Precisamos sempre estar do lado da lei, da moral, dos bons costumes, da religião e do bem. Precisamos estar do lado de Deus e do lado do Cristianismo e sempre que possivel, apoiar o catolicismo e o protestantismo.
Os masculinistas norte-americanos, talvez por terem mais recursos financeiros e uma estrutura organizacional baseada em pessoas juridicas, estão adotando ataques de flanqueamento contra o feminismo, fazendo conferências em hotéis sobre os Direitos dos Homens, e tentando ocupar espaços na midia Mainstream dos EUA. Essa estratégia deles tem vantagens e desvantagens. Uma desvantagem óbvia é que, por serem uma organização visivel, eles são um alvo fácil para as feministas norte-americanas, que estão desesperadas para tentar aniquilar o movimento dos Direitos dos Homens dos EUA, tentando associar crimes isolados cometidos por psicopatas, com o masculinismo. Mas não é o fato deles serem uma Organização visivel que os torna vulneráveis a tais ataques feministas. Só o fato de existir uma idéia que tente concorrer com a ideologia dominante do feminismo no Mercado da Ideologia de Gêneros, já é motivo o bastante para as feministas tentarem destruir o movimento desde o seu nascimento e enquanto ele é fraco. No entanto, o surgimento de uma antítese ao feminismo é inevitável, haja vista a radicalização cada vez maior do feminismo contra os homens. Portanto, esses ataques feministas contra o Masculinismo, muito em breve farão com que o Masculinismo cresça de uma forma gigantesca nos EUA e no resto do mundo, porque a radicalização de qualquer Tese, e no caso da Tese feminista, obrigatoriamente fará surgir e se fortalecer uma Antítese contra ela, no caso, o Masculinismo. É preciso que tanto os masculinistas norte-americanos como os brasileiros usem estratégias adequadas para combater o feminismo. Temos que ser especialistas em Marketing de Guerra, Guerra de Guerrilhas, em Marketing Viral e em Guerra Psicológica. Estes são os campos chave que todo masculinista deve se concentrar em conhecer, porque os argumentos para refutar o feminismo são facilmente encontrados na internet. O dificil é saber qual a melhor estratégia para combater o feminismo. Aqui no Brasil pelo menos, levará alguns anos talvez até que nós tenhamos atingido uma massa critica minima de homens que, reunidos e associados, possam criar uma associação, uma ONG ou uma pessoa juridica masculinista ou antifeminista. Uma vantagem óbvia dos Masculinistas americanos é que eles não começaram do modo errado, tal como os Masculinistas brasileiros. Aqui no Brasil, o que mais destrói o Masculinismo é o monopólio daquele psicótico Movimento da Real, que nunca fez nem cócegas no feminismo e nunca fará o menor abalo no feminismo. Infelizmente, aqui no Brasil, muitos homens que estão com o sentimento de questionar o feminismo, são atraidos para aquele movimento da Real e, com isso, são totalmente neutralizados como antifeministas. É preciso que os homens no Brasil tenham uma clareza fora do comum: nós temos que saber que é impossível combater o feminismo com as dicas de auto-ajuda do movimento da Real. Aquilo lá não vai funcionar nunca. É preciso reunir os homens descontentes com o feminismo, numa tropa de Guerra Psicológica, organizada sob os moldes de uma Companhia militar Guerrilheira, fazendo incursões de propaganda antifeminista e de guerra psicológica para minar os alicerces do feminismo. Os homens brasileiros precisam parar com a obsessão em serem machos alfa, em querer o sucesso pessoal e financeiro, porque é muito dificil ganhar bem num país pobre como o Brasil e, para ganhar bem, o homem tem que se concentrar de um modo tão ferrenho na própria carreira, que ele nunca terá tempo, nem dinheiro e nem disposição para se dedicar a um movimento como o Masculinismo e como o Antifeminismo. Eu recomendo fortemente que os homens brasileiros sigam as recomendações que eu faço aqui no meu site Feminismo Diabólico, porque eu adotei a estratégia perfeita de combate contra o feminismo. É preciso astúcia para combater as feministas, porque elas são muito mau caráter. Nós temos que nos blindar antecipadamente de todas as possiveis acusações que elas costumam fazer contra os homens. E precisamos usar as táticas delas contra elas mesmas. Mas nós temos que ser absolutamente honestos com a opinião publica. Precisamos basear a nossa propaganda antifeminista na propaganda RACIONAL e não na propaganda EMOCIONAL que é como as feministas agem. O nosso objetivo deve ser alertar e esclarecer a opinião publica, os homens e as mulheres sobre a maldade intrinseca do feminismo e que todo cidadão de bem não deve apoiar o feminismo. Eu recomendo fortemente que vocês se inscrevam no meu Curso GRÁTIS de Guerra Psicológica contra o Feminismo: http://www.feminismodiabolico.org/2013/10/curso-gratis-guerra-psicologica-contra.html
Neste meu curso eu revelo todos os segredos da Guerra Psicológica contra o feminismo. Nele, vocês vão entender por que eu sempre posto fotos e videos de travestis no meu site, e vão entender por que isso é necessário para combater o movimento gay. Eu ensino avançadas técnicas de argumentação, convencimento e persuasão que poderão, literalmente, fazer com que vocês consigam até vender uma geladeira para um esquimó. Aprendam todos os segredos da Guerra Psicológica e saibam porque nós temos sempre que dizer a verdade e sempre usar a propaganda RACIONAL em detrimento da propaganda EMOCIONAL feminista. E o melhor é que esse meu curso é GRÁTIS!! Nem os Masculinistas dos MRA norte-americanos tem acesso a um material tão vasto e útil como este que eu disponibilizo de GRAÇA para vocês. Basta vocês se inscreverem no meu site. Mas este curso é PROIBIDO PARA MULHERES. Eu não aceito mulheres neste meu Curso de Guerra Psicológica contra o feminismo. Somente HOMENS poderão ter acesso ao curso.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

ShareThis

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...