Novo endereço do nosso site

Novo endereço do nosso site
Feminismo Diabolico

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

As mulheres não são engraçadas

As mulheres não são engraçadas

Fabio Hernandez

Acabei de ler uma edição recente da Vanity Fair. Para muitos é a melhor revista do mundo. Americana. A capa é uma resposta a um ensaio feito por um provocador brilhante chamado Christopher Hitchens: “As mulheres não têm graça”. Ele dizia que o cinema jamais produziu comediantes mulheres notáveis, nem a televisão, salvo uma ou outra exceção, como Lucille Ball. O feminismo fez mal para o humor feminino. Hitchens nota também que as mulheres, ao contrário dos homens, lidam mal, amargamente, com os sinais de decadência física.
Os homens fazem disso graça, e as mulheres se atormentam. A capa da edição que acabo de ler afirma: “Quem disse que as mulheres não têm graça?”. Uma capa soberba, foto de Anne Leibowitz, uma das melhores fotógrafas do mundo. (Alguém conhece aquela capa da Rolling Stone em que Lennon, nu, aparecia em posição de feto na cama ao lado de Yoko? Anne Leibowitz.) Três comediantes jovens na capa, mulheres, e uma delas segura delicadamente o seio esquerdo de outra. Esta a noção feminina de graça? Only in America. Só nos Estados Unidos. Nós, homens, temos outro nome para isso.
O texto se esforça, mas a única mulher realmente engraçada que a Vanity Fair achou foi Jenna Fischer, de The Office. Verdade. Ela é engraçada mesmo sem fazer piada. The Office é uma série incrivelmente espirituosa, e Jenna Fischer é um de seus pontos altos. Aquele chefe. Steve Carell. O cara é absolutamente divertido. Você ri só de olhar, como acontecia com Jerry Lewis. Ou com Jim Carrey. Homens. Liz Kudrow, de Friends, é ótima. O.k. Concedo. Mas a lista das comediantes mulheres talentosas não preenche os dedos de uma mão.
Que comediante realmente brilhante a televisão brasileira produziu? E a imprensa?
Certo. Você, mulher, vai dizer: poxa, mas eu sou engraçada. Meu namorado ri de quase todas as minhas piadas. Por exemplo aquela que... Tudo bem. Também me acho divertido. Relativamente. Jamais pensei em ser comediante, mas já sonhei ser roteirista de seriados cômicos como Friends ou Seinfeld. Então. Sou engraçadinho, acho. Mas não é na pessoa física que estou pensando. É na pessoa “pública”. Gente que faz rir por ofício.
Me ocorre o Brasil. Que comediante realmente brilhante a televisão brasileira produziu? E o cinema? E a imprensa? Na imprensa, os humoristas de gênio: Péricles, alguns caras do Pasquim, Zé Simão, Chico Caruso. Homens. Na TV: Chico Anysio, Golias, Zelloni, os caras do Casseta. Hitchens está certo. Levante a mão, e atire pedras, mas só com argumentos e mais que isso nomes, quem tiver outra opinião. Ah, sim. Tenho de dizer que as mulheres possuem tantos, tantos atributos únicos e incomparáveis – ah, sua beleza, sua suavidade, seu andar, seus decotes de fazer bispo olhar para trás e chutar o poste – que podem muito bem passar sem o incrível senso de humor típico de nós, homens. Lol. Laughing out loud, rindo alto, lol, como se escreve abreviadamente nos chats on-line.

Fabio Hernandez (fabioh@edglobo.com.br) escreve também no blog O Homem Sincero (www.epoca.com.br)

Fonte: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI61543-15230,00-AS+MULHERES+NAO+SAO+ENGRACADAS.html

Nenhum comentário :

Postar um comentário

ShareThis

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...