Novo endereço do nosso site

Novo endereço do nosso site
Feminismo Diabolico

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Porque é que a Pílula contribuiria para o aumento das taxas de divórcios?

Porque é que a Pílula contribuiria para o aumento das taxas de divórcios? Para responder a isso, temos primeiro que olhar para as mulheres e saber como a Pílula altera a sua percepção dos homens. E o que a Pílula faz aos cérebros das mulheres é muito interessante. 

As mulheres que se encontram a tomar a Pílula passam por uma mudança no seu critério de selecção de homens, e começam a preferir os homens que emitem mais sinais "paternos" no lugar daqueles que têm a aparência de ser menos voltados para a vida familiar (os chamados machos alfa). Na verdade, elas não preferem os machos beta aborrecidos; elas evitam os atraentes machos alfa. 

Fazer uma extrapolação desta premissa é muito interessante: o que é que as mulheres que se encontram a tomar a pílula fazem quando se casam, ou pouco depois de se casarem? Exactamente. Elas param de tomar a Pílula de modo a que possam construir uma família. E o que é que acontece quando elas param de tomar a pílula? A parte anterior dos seus cérebros remove o nevoeiro de se sentir satisfeita com os abraços do macho beta, e ela volta a ter uma preferência pelos excitantes machos alfa, e essa adoração atinge o seu impacto cervical máximo uma semana por mês quando ela ainda é fértil.

Portanto, a relação entre a Pílula e o divórcio talvez não seja assim tanto na destruição das conexão emocional, mas sim na reconstrução da conexão sexual. A esposa cuja volúpia é libertada da falsa prisão criada pela Pílula irá, subitamente (e, segundo a sua avaliação consciente, inexplicavelmente) descobrir que o seu marido beta — o homem  que lhe satisfazia em quase toda a linha quando ela estava a tomar a Pílula — é sexualmente repulsivo.

Conclusão:
Casar com uma mulher que se encontra a tomar a pílula pode ter consequências matrimoniais (futuras) graves. Mas, claro, com a proliferação da promiscuidade feminina nos dias de hoje  (obrigado, feminismo!), muito poucas mulheres se arriscam a ter uma vida sexual activa sem tomar a Pílula.
Portanto, o homem que queira aumentar as probabilidades de ter um casamento bem sucedido, deve dar preferência às mulheres que vivem uma vida onde a Pílula não é necessária (isto é, aquelas que, sendo solteiras, não têm uma vida sexual).
Boa sorte.

Pronta para casar


Fonte: http://omarxismocultural.blogspot.com.br/2013/06/os-efeitos-sociais-do-uso-da-pilula.html

Nenhum comentário :

Postar um comentário

ShareThis

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...