Novo endereço do nosso site

Novo endereço do nosso site
Feminismo Diabolico

terça-feira, 30 de julho de 2013

Lógica Feminista

As feministas são incapazes de raciocinar com lógica. Todas as argumentações das feministas são facilmente desmontadas usando a lógica racional. Elas usam de mentiras, falácias, falsos silogismos, ameaças, truques de retórica, trapaças verbais, chantagem emocional etc, etc para fazerem prevalecer seus pontos de vista supremacistas sobre os homens.
Mas uma das trapaças mais usadas pelas feministas é o raciocinio indutivo. Na dedução o raciocínio parte do geral e/ou unviersal para o particular, na indução vai do particular para o geral. Um exemplo de Dedução: de "todos os homens são mortais" (uma afirmação de caráter geral), podemos deduzir que "Sócrates é mortal" (uma afirmação particular).
Um exemplo de Indução: quando percebemos que "João morreu", "Maria morreu", "Pedro morreu", e todos os outros seres humandos morreram (ou seja de várias constatações individuais), podemos concluir que "todos os seres humanos são mortais" (afirmação geral).
Em geral, embora isso não seja tão certo quanto parece, a indução é o processo mais natural das ciências empiricas. Por isso um pouco mais sobre ela:
Chama-se Indução ou Conclusão indutiva a passagem de um conjunto finito de casos para um conjunto maior, eventualmente infinito, de casos. Ou: da constatação de casos singulares para a afirmação de uma lei geral. O método indutivo consiste na obervação de casos particulares para o estabelecimento de hipóteses de caráter geral.
Conclusões Indutivas são perigosas, pois generalizações de premissas verdadeiras podem levar a uma falsa conclusão. O primeiro a perceber o caráter incerto de conclusãos indutivas foi Aristoteles, mas o primeiro a formulá-lo de forma mais precisa foi David Hume (1711-1776).

Para Humes, a formulação do problema acentua o caráter temporal das induções: De afirmações sobre o passado e o presente não podem ser deduzidas prognoses absolutamente seguras sobre o futuro. Ou seja, mesmo que todos os cisnes até hoje observados sejam/tenham sido brancos, não se pode afirmar com absoluta convicção que todos os cisnes sempre serão brancos. Um exemplo mais humorístico oferece Bertrand Russell: um peru que todas as manhãs recebia ração estaria errado ao supor que no dia 24 de dezembro também receberia ração: neste dia ele foi para a panela.
No entanto, apesar de todas as falhas do raciocinio indutivo, é justamente esse tipo de raciocinio que as feministas mais usam para defender seus pontos de vista irracionais. Prestem bem atenção em como as feministas agem. Quando elas são confrontadas com um assunto sério, como o da Marcha das Vadias destruindo símbolos religiosos, elas simplesmente não respondem nenhum questionamento sobre isso, mas mudam de assunto. A tática preferida delas é pegar o testemunho na forma de uma carta, de alguma mulher que sofreu muito no casamento, ou que foi muito infeliz ao lado de um homem. Elas destrincham páginas e mais páginas do rosário de lágrimas que é a vida da pobre mulher ao lado do marido mau e machista. Ela conta como as lágrimas rolavam dos seus olhos, escorriam pela face e caiam no chão. Uma verdadeira tempestade em copo dágua. Mas, exatamente como toda novela mexicana com finais felizes, toda carta de testemunho feminista termina com a mulher se divorciando do marido-machista-mau e então todos os problemas dela se resolveram como milagre. Ela nunca foi tão feliz quanto depois de ter dado o chute na bunda do marido. Esses testemunhos são tão parecidos entre si, que até parecem ser inventados. Mas mesmo que sejam reais, o fato é que o testemunho em si é uma trapaça para defender os pontos de vista feministas. Porque o que hipoteticamente deu certo para uma feminista que chutou o marido; não dará certo para outra mulher que leia aquele relato. Talvez, uma mulher bonita, com trinta e poucos anos possa até se separar do marido e conseguir se casar de novo com um homem bonito e bem sucedido. Mas a verdade é que quanto mais o tempo passa para a mulher, mais dificil será para ela encontrar um bom partido para se casar. Se a mulher for feia e gorda então, o mais certo é que ela se separe do marido professor e depois não consiga mais se casar nem com o lixeiro desdentado.










Outra coisa que me intriga nesses relatos da esposa-vitima-coitadinha é que ela namorou com o cara, ficou noiva e depois se casou e não percebeu que o cara era um crápula durante todo esse tempo. Só depois do homem ter assinado o contrato de casamento e ter se prendido juridicamente à mulher, sendo legalmente obrigado a pagar a ela uma pensão alimenticia em caso de divórcio, só depois disso, a mulher percebeu a canoa furada que era o casamento que ela embarcou.
Mais uma caracteristica interessante das feministas é que, ao contrário do ânus, elas consideram o casamento como uma via de mão única, onde só importa o que a mulher sente e deseja. Se o homem está infeliz no casamento, se o homem se sente oprimido pela esposa, isso não tem a menor relevância para as feministas, afinal, só importa o que ELA sente.
Essa é a estratégia do sentimentalismo sobrepujando a razão. Um caso particular de alguma mulher, se transforma na regra geral que as feministas querem que todas as mulheres sigam: Sempre se divorcie do seu marido machista. O pior disso tudo, é que as mulheres têm uma inclinação para acreditar em qualquer baboseira sentimentalista e irracional. Basta vermos o sucesso que as revistas sobre astrologia e previsões dos signos têm entre elas. Astrologia é uma farsa, não é real. Como alguém pode acreditar que o movimento de uma estrela a milhões de anos-luz de distância da Terra vai influenciar de algum modo o seu namoro ou casamento aqui? Isso é tão ridiculo, mas as mulheres são atraídas por essas falsas idéias chamativas, assim como a mariposa é atraída para a luz, mesmo que isso signifique a sua morte. Só posso atribuir a isso o sucesso que uma ideologia tão ridicula, irracional e comprovadamente falsa como o feminismo, faz entre elas.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

ShareThis

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...