Novo endereço do nosso site

Novo endereço do nosso site
Feminismo Diabolico

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Presa na Grande SP, mãe confessa ter matado as 2 filhas

Presa na Grande SP, mãe confessa ter matado as 2 filhas

Mais notícias »

 

A auxiliar de enfermagem Patrícia de Jesus Silva, de 33 anos, foi presa em flagrante nesta sexta-feira, 5, após matar por asfixia suas duas filhas, um bebê de 5 meses e uma menina de 5 anos, dentro de casa em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo. O crime aconteceu na tarde de ontem. Segundo afirma a Polícia Civil, ela confessou os assassinatos e também tentou cometer suicídio.
Por volta das 15h30 da última quinta-feira, 4, os vizinhos acionaram a Polícia Militar após arrombarem a porta da casa da auxiliar de enfermagem no bairro de Parque Residencial Scaffid II. No local, as duas crianças foram encontradas já mortas. De acordo com a Polícia Civil, as vítimas apresentavam marcas no pescoço e teriam sido esganadas.
"Como a mãe deixou as crianças sozinhas e desapareceu, por parte de todos houve a suspeita de que ela poderia ser a autora dos crimes", afirmou o delegado Marcos Batalha, titular da Seccional de Mogi das Cruzes. Uma camisola e uma faca sujas de sangue também foram encontradas pelos policiais no local do crime.
De acordo com o delegado, familiares teriam ligado para Patrícia, que confirmou ter deixado as crianças sozinhas. Ela teria dito, ainda, que estava perdida no município vizinho de Guarulhos, também na Grande São Paulo. Em depoimento, o marido dela teria afirmado que a auxiliar de enfermagem vinha apresentando quadro depressivo, disse Batalha. "Uma das possibilidades é que ela sofra de depressão pós-parto."
Patrícia foi encontrada na manhã de hoje, em Guarulhos, depois de se atirar na frente de um táxi. Ela não sofreu ferimentos graves. Essa seria sua segunda tentativa de suicídio, segundo a Polícia Civil. A primeira foi ainda em casa, quando a auxiliar de enfermagem esfaqueou a si mesma na altura do estômago, logo após matar as filhas.
Por causa do ferimento provocado pela facada, Patrícia precisou passar por cirurgia no Hospital Geral de Guarulhos. Em conversa com policiais do 1º Distrito Policial de Itaquaquecetuba (Jardim Caiubi), que investigam o caso, ela teria confessado os crimes. Segundo a Polícia Civil, Patrícia vai ser transferida para o centro de detenção assim que receber alta do hospital.

Fonte: https://br.noticias.yahoo.com/presa-grande-sp-m%C3%A3e-confessa-ter-matado-2-174200336.html

Meus comentários: É horrivel ler uma noticia dessas, não é? Matar homens adultos a gente até entende, porque os homens adultos podem ter provocado, podem ter feito algo que irritasse as mulheres. Mas matar um bebê indefeso é algo de uma monstruosidade injustificável. Mas pasmem senhores, TODAS as mulheres que comentaram essa noticia, deram o maior apoio para essa mulher assassina e todas elas estão dizendo que ela é a vítima e não o bebê que ela matou. Vejam só:

 A misandria mata muitos homens todos os anos; e ainda mata milhões de bebês inocentes todos os anos:

Ela "não tem culpa". A mulher nunca tem "culpa" de nada. Ela mata o próprio filho, mata o marido, rouba o dinheiro do seguro; mas ela nunca tem "culpa" de nada. Esse é o problema: a mulher não sente culpa pelo mal que elas fazem. É por isso que elas estão fazendo coisas cada vez piores a cada dia que passa.
Vejam só mais alguns exemplos do tipo de pensamento que o feminismo faz passar pela cabeça das mulheres:











Ou seja, essa feminista quer matar o próprio filho, só porque descobriu que o filho dela se masturba e gosta de ver pornografia. Algum homem será que sobreviveria a esse teste feminista? Existe algum homem que nunca tenha se masturbado e que nunca tenha visto uma mulher pelada na internet?

Nenhum comentário :

Postar um comentário

ShareThis

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...