Novo endereço do nosso site

Novo endereço do nosso site
Feminismo Diabolico

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Estupro Lésbico–Mulheres que Estupram outras mulheres

Numero de estupros lésbicos ultrapassa o numero de estupros héteros, e são até mais cruéis, pois lésbicas estupradoras usam objetos que machucam muito mais.estuprolesbico

A verdade que é abafada pelo governo, pelas feministas e pelo movimento gay, é que uma crescente onda de estupros lésbicos vem crescendo desde a década de 1990, e crescendo mais intensamente após 2005, mulheres forçando outras mulheres a terem sexo com elas, e para espanto geral, isso é tão comum que chega a ultrapassar o numero de estupro cometido por homens!
e quando olhamos para as Bi-sexuais, a situação é ainda mais alarmantes, em algumas cidades brasileiras, de cada 5 mulheres Bi-sexuais, 3 já foram vitimas de violência sexual por parte de outra mulher.
Agora fica a pergunta: porque não vemos isso no jornal? porque não se ouve falar sobre o assunto? eu adoraria dizer que é simples, mas na verdade se trata de um monte de fatores que se unem em um denominador comum, os quais vamos analisar a seguir:
01 – A vítima sente vergonha de denunciar e ser chamada de Lésbica, sem falar no medo de virar motivo de chacota na frente do povo, ficar falada e etc.
02 – Repressão do movimento feminista: Não é nada interessante para o movimento feminista, a existência da informação de que existem mulheres que estupram, já que isso derrubaria totalmente a plataforma de luta delas que diz que o estupro é uma pratica ligada exclusivamente aos homens e que eles “são opressores”, de modo que elas são capazes literalmente de matar e esquartejar qualquer um para manter essa informação em sigilo.
03 – O movimento gay faz tudo para abafar o caso: Mulheres que estupram outras mulheres são obrigatoriamente lésbicas, e isso é péssimo para a imagem do movimento, o qual já sofre com as contantes denuncias de pedofilia, ter que lidar com acusações de estupro seria o fim para eles.
04 – O Governo Brasileiro é formado em sua maioria por Gays, Feministas e Esquerdistas aliados do movimento gay, sendo que o governo manda na justiça e na mídia, então a vitima tem medo de denunciar, quando denuncia, a justiça não faz nada, e quando faz, a mídia não noticia nada.

Atualmente, entre delegados de polícia, advogados, promotores e juízes, existe uma falta de consenso sobre o que pode ser configurado estupro, enquanto uma parte diz que estupro é qualquer ato sexual realizado a força, outros dizem que para configurar estupro é necessário haver penetração, sendo nos demais casos configurado apenas atentado violento ao pudor, na dúvida, nossa equipe procurou o presidente da OAB da cidade de Codó, no estado do Maranhão, Dr. Francisco Antonio Ribeiro de Assunção Machado (Cidade a qual possui vários casos desses correndo em segredo de justiça), em entrevista, Dr Machado citou a lei 12.015/09 Art. 213, que diz:

Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso:

Pena – reclusão, de 6 (seis) a 10 (dez) anos.

E completou: Não é mais necessário que haja penetração para que seja configurado estupro, e o que antes era tido como atentado violento ao pudor, hoje também é configurado como estupro, segundo a legislação também não importa se o agressor é homem ou mulher, e se a agressão é contra homem ou mulher, a pena é a mesma.

Fonte: http://www.paradahetero.com/2013/11/04/estupro-lesbico-mulheres-que-estupram/

Nenhum comentário :

Postar um comentário

ShareThis

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...