Novo endereço do nosso site

Novo endereço do nosso site
Feminismo Diabolico

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Elize Matsunaga deve ser julgada em 2014 por esquartejar marido, diz MP


24/09/2013 07h05 - Atualizado em 24/09/2013 08h10

Elize Matsunaga deve ser julgada em 2014 por esquartejar marido, diz MP

Defesa de acusada de decapitar empresário entrou com recurso na Justiça.
TJ-SP analisará pedido antes de marcar data de júri de ré, que está presa.

Kleber Tomaz Do G1 São Paulo
16 comentários
O casal Elize e Marcos Matsunaga (Foto: Reprodução Globo News)Elize e Marcos Matsunaga em foto do álbum do
casal (Foto: Reprodução/ Globo News)
Elize Araújo Kitano Matsunaga, que está presa preventivamente após confessar o assassinato do marido, Marcos Matsunaga, em maio de 2012, só deverá ser julgada pelo crime em 2014. A previsão é do Ministério Público, responsável pela acusação. A Promotoria vislumbra esse julgamento para março ou abril do próximo ano.
De acordo com o promotor José Carlos Cosenzo, apesar de a Justiça já ter decidido em 15 de agosto deste ano levar a ré a júri popular, a data do julgamento só poderá ser marcada após a análise dos recursos da defesa. “Os advogados de Elize recorreram da decisão de pronúncia. Eles questionam duas das três qualificadoras que ela responde no homicídio”, afirmou o promotor José Carlos Cosenzo na segunda-feira (23) ao G1.
A bacharel em direito responde por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima). Os defensores de Elize discordam, no entanto, que ela tenha agido com torpeza (vingança) e crueldade (o empresário estaria vivo quando foi esquartejado) ao matar Marcos. Afinal, que crueldade há em arrancar a cabeça, os braços e as pernas de um homem? Crueldade nenhuma, né miga? Se fosse uma mulher por outro lado...

A decisão de levar Elize a júri foi do juiz Adilson Paukoski Simoni, da 5ª Vara do Júri de São Paulox. Ela é acusada pelo Ministério Público de matar e esquartejar o diretor executivo da Yoki, com quem era casada, e por ocultação de cadáver. O crime ocorreu em 19 de maio de 2012.
Crime
Marcos Matsunaga foi morto e esquartejado no dia 19 de maio de 2012, aos 42 anos. Ele era sócio da empresa alimentícia Yoki. Elize, atualmente com 31 anos, está presa na penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo. A filha do casal está sob a guarda dos avós paternos. Desde que foi presa a ré não pôde ver a criança.
De acordo com a bacharel, o esquartejamento ocorreu no quarto de hóspedes da cobertura do prédio onde o casal morava com a filha na capital paulista. Após cortar o corpo, os pedaços foram colocados em três malas, jogadas em Cotia, na Grande São Paulo. As partes foram encontradas sem as malas, embaladas em sacos plásticos.
Elize também é acusada de ocultação de cadáver, por ter abandonado os membros, o tronco e a cabeça do marido em pontos diferentes da Estrada dos Pires, na Grande São Paulo. A Polícia Civil ainda investiga se ela teve a ajuda de outra pessoa para cometer o crime. Exame de DNA mostrou sangue de outro homem no quarto de Marcos.

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/09/elize-matsunaga-deve-ser-julgada-em-2014-por-esquartejar-marido-diz-mp.html

Vejam as fotos do que essa mulher "vítima" fez com o marido: http://feminismodiabolico.blogspot.com.br/2013/07/mulher-mata-e-esquarteja-marido-e.html

Nenhum comentário :

Postar um comentário

ShareThis

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...